Jul 26
Notícias de Angola | Últimas Notícias de Angola


Mulher que vivia com o marido há cinco anos é assassinada na pensão pelo namorado PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 23:25

Mulher que vivia com o marido há cinco anos é assassinada na pensão pelo namorado

Luanda - Uma mulher foi, conforme depoimentos familiares, brutalmente, assassinada numa pensão. Embora ainda não saibam as reais causas que levaram a sua morte, os familiares e o marido da malograda, já que vivia com o mesmo, apelam que se faça justiça pela forma como foi morta, um caso, já nas mãos da Policia do Cazenga, sob o processo número: 5189/11-C7


Fonte: ACapital

Chamava-se Cecília Clemente Nanhima e tinha até ao dia do infortúnio 26 anos de idade. Vivia com o marido e a filha de ambos de apenas dois anos. Estes dados descritos desta forma passam despercebidos para qualquer um que os leia.
Mas deixam, num abrir e fechar de olhos, de os ser quando a eles for acrescido um dado importante: foi morta numa pensão pelo suposto namorado.


O facto deu-se no quarto número oito da ex. Pensão Santo António, na comuna do Hoji-ya-Henda, ao Cazenga, mais propriamente, defronte a Escola do Ensino Secundário n.º 7053, Paiva Domingos da Silva, na última quinta-feira, 20.
Ao que o A Capital apurou, Cecília, saiu de casa com o propósito de visitar o pai, como de a praxe. Mas naquele dia tinha um compromisso mais do que o usual, a saída com um antigo namorado.


“Ela vivia em casa do marido. Saiu de casa e vinha, como de costume, visitar-me. Mas naquele dia, eu não estava em casa. Entretanto, saiu da minha casa e foi à casa da irmã, onde pediu que a irmã preparasse algo para comer e pediu ao sobrinho para aguardar lá fora, porque um amigo dela viria a sua procura”, contou, Clemente Nanhima, pai da malograda.


De acordo com ele, ela estava a comer quando de repente o seu telefone toca e do outro lado, era um individuo chamado Francisco, dizendo-a que já estava lá fora.
“Ela nem chegou a acabar a comida e saiu ás pressas, mesmo a irmã a pedi-la para terminar de comer. Não aceitou e saiu”, confirmou, segundo as explicações da irmã com que ela estava momentos antes de conhecer a morte.


“Depois de passado algumas horas, ela, a irmã com quem ficas as crianças, preocupada com a demora da irmã, já que ela nem tinha acabado de comer, ficou a procura da irmã. Naquele instante apareceu o namorado dela dizendo que ouviu que haviam matado uma moça”, explicou, salientando que quando este foi ver quem havia sido morta, voltou pedindo a sua namorada que levassem as crianças à casa do pai dela, “e só depois de terem levado as crianças é que disse-lhe que a irmã era a mulher que foi encontrada morta na pensão”. “Eles saíram e quando chegaram na pensão, confirmaram que era mesmo ela. Já a Polícia tinha sido chamada no local e estava a remover o corpo”, notou.


De referir que a vítima foi morta no quarto de banho da suite número oito da pensão, os funcionários não se aperceberam de nada já que tal quarto se encontra no quintal distante da área da administração. Por outro lado, o autor deve ter saído como se estivesse a ir comprar algo lá fora e não houve registo de nomes como é de costume nestes lugares.


“A POLÍCIA DEVE SER CÉLERE”


Clemente Nanhima, augura que o assassinato da sua filha tenha um desfecho feliz, do ponto de vista de resolução e não caia em saco roto como tantos outros crimes que com o andar do tempo foram relegados para a história, já que nunca se chegaram a conhecer os seus autores muito menos foram julgados em tribunais, mesmo com a evidência ou detenção dos presumíveis autores.


“Espero que este caso tenha o devido tratamento dos órgãos policiais e judiciais deste país, pois, o estado deve apoiar as famílias indefesas que o têm (o estado) como seu garante”, notou, sublinhando que a filha foi encontrada com sete golpes de faca, sendo, cinco no peito, na região em que se encontra o coração e dois no braço esquerdo.


“A Policia está a se mostrar preocupada e disposta a resolver este caso, vindo cá a casa, chamando a família, principalmente a irmã com quem esteve minutos antes de ir ao tal encontro com o Francisco, para prestar declarações que conduzam a detenção do criminoso”.


Entretanto, para este pai, a arma do crime, já que foi deixada no local e outros elementos de prova encontrados ali ou que estejam a ser dados pela família, “ajudem a Polícia a dar respostas rápidas e concretas para se apanhar a pessoa que fez isso a minha filha”. “Justiça é o que posso pedir apenas, porque foi morta de forma cruel, como se fosse um animal”, suplicou, com as lágrimas as escorrerem-lhe os olhos abaixo.


SUPOSTO AGENTE DO SINFO IMPLICADO


De acordo com António Rosário Domingos, de 42 anos de idade, marido da vítima, existe um suspeito para a morte de sua esposa. Nas suas declarações, ele diz de um suposto funcionário da empresa cervejeira Cuca, “que anteriormente funcionava na área de pintura, mas que se dizia ser agente secreto. Ele é suspeito de ter cometido o crime, porque momentos antes dela sair da casa da irmã, foi com ele que ela disse que iria se encontrar”, denunciou, para mais adiante dizer que o agente secreto é funcionário do Sinfo, infiltrado na Cuca e chama-se Francisco Dange.


“Ele actualmente trabalha na recepção, na área onde os funcionários deixam os cartões para a marcação de presenças na entrada e na hora da saída.
“Foi através desta situação toda que fiquei a saber o nome dele completo, porque anteriormente apenas o conhecia por Francisco”, sublinhou.


Segundo o marido da vítima, a Polícia já está ao corrente desta informação, “tal é que fizeram algumas diligências e conseguiram localizar a casa dele. Mas ficamos a saber que na mesma quinta-feira, supostos colegas dele evacuaram a família dele, por volta das 17 horas. Desde aquele dia a casa está fechada e ninguém sabe do paradeiro deles”, denunciou.


Por outro lado, Rosário como é mais conhecido o marido da malograda deu mais dados sobre o suposto criminoso dizendo que anteriormente, o mesmo trabalhava na secção de pintura, “embora seja um agente do Sinfo ali infiltrado e segundo ela, ele andava mesmo armado”.


“Sei que quando ela tentava deixá-lo, ele a ameaçava de morte, dizendo que caso chegasse a consumar o crime nada iria acontecer com ele por ser um agente secreto. E muitas vezes eu chamei-a para que fossemos à Cuca falar com o chefe dele, devido as ameaças que fazia. Mas ela dizia que não era preciso porque já não estavam mais juntos”.


Em relação ao sucedido, tal como outros membros da sua família, apenas sabe que a sua mulher foi encontrada morta na pensão. Outrossim, também não sabe as reais causas que levaram a que a pessoa com a qual estava naquele fatídico dia, cometesse, tal como considerou, este bárbaro crime.


“Eu já vi ela e esse tal Francisco três ou quatro vezes e não me interessei. Porque segundo as explicações da minha mulher, eles ja não estavam mais juntos, embora eu desconfiava porque ela me vinha queixar que a andava a seguir e tudo mais”, contou, para depois acrescer que a relação da sua mulher com o suposto criminoso é já de longa data, tendo os dois chegado a ser namorados, quando ela ainda tinha 17 anos.


“Mais tarde tiveram de separar-se porque ela arranjou um jovem, isso gerou uma confusão com ameaças de morte da parte dele, os pais dela tiveram de intervir e eles se separaram. Mas acho que por trás do jovem eles ainda se encontravam já que o jovem não trabalhava”, sublinhou, acrescendo que era ainda o tal Francisco que algumas vezes custeava as despesas da casa onde a jovem vivia com os irmãos, quando os pais viajavam às Lundas e já estivessem com dificuldades financeiras.
“Das vezes que os encontrei juntos tenho a salientar duas, sendo uma no portão da Cuca, onde, inclusive, mandei-a subir no carro e irmos embora e a outra que depois dela me ter visto fugiu à casa do pai”, referiu.


Entretanto, ele, tal como o seu sogro, pede justiça, pois, perdeu a mulher numa situação muito desagradável e mais: “Deixou uma filha de apenas dois anos”, lamentou. “E ele não pode ficar impune por ser um agente do Sinfo, infiltrado na Cuca. As autoridades devem fazer cumprir a lei, pois não há ninguém acima dela”, apelou.

 

 
Olho por Olho!.. dente por dente! – Nguituka Salomão PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 23:19

Olho por Olho!.. dente por dente! – Nguituka Salomão

Luanda - A morte violenta de Gaddafi, trouxe mais uma vez a tona a questão da extrema falta de solidariedade e unidade entre os países membros da pretensa união africana, que emitiram (Angola e Zimbabwe a cabeça) uma vez mais o fatal e já tradicional grito; Africa sempre subjugada as antigas potencias colonizadoras/ocidentais.


Fonte: Club-k.net


O que acontece é que os dirigentes Africanos são eles mesmos os mentores desta voluntaria subjugação, ao elegerem os países ocidentais como ‘o cofre’ das imensuráveis fortunas que roubam do respectivo erário público dos seus países, ora! Porque tal acontece? Porque não elegem de forma apropriada os bancos nacionais? Porque os dirigentes Africanos, elegeram tais países (ex-potencias coloniais) para ‘albergar’ tais ilegítimas fortunas? Porque não elegeram os bancos dos países vizinhos ou de países chamados socialistas ou ex-comunistas, tais como Cuba, Vietname, Coreia do norte, Rússia etc.?


Agarra que é LADRÃO!


Quando reprimem as manifestações nos seus respectivos países, atribuem de forma exaltada e histérica a autoria das manifestações aos países ocidentais, gritam escandalizados “querem roubar o nosso petróleo” o mesmíssimo petróleo que eles ‘oferecem’ a troco de chorudas comissões aos mesmíssimos países ocidentais, onde “fazem morar” as ilícitas fortunas, comprando inúteis e luxuosíssimas propriedades, bancos, empresas, e outras ‘quinquilharias’ inúteis aos interesses dos respectivos povos e países, como então tais países pretendem “roubar o nosso petróleo” se tal produto lhes é basicamente oferecido pelos tais estúpidos dirigentes? Por outro lado se têm um sentimento anti-ocidental tão acirrado assim, porque vendem o petróleo aos ocidentais, e não somente a Rússia e China? Como os ocidentais vão roubar ‘algo’ que esta permanentemente a sua disposição a partir ou até mesmo antes da produção? E se os dirigentes africanos são tão patrióticos assim, porque não são capazes de oferecer aos respectivos povos mais e melhor do que o sistema colonial ofereceu? Mais liberdade, mais pão, mais água, mais justiça? Porque na esmagadora maioria dos países africanos (com Angola a cabeça) o IDH é dez vezes pior do que vigorava sob a liderança colonial? Afinal de contas quem é o LADRÃO “o verdadeiro inimigo dos povos” o sistema colonial anterior ou o sistema hiper-selvagem e desumano neo-colonial vigente?

 

O mais incrível é que as diversas denominações cristãs (a igreja) acompanham e competem com a administração política vigente, quanto ao total desprezo das aspirações dos pobres, no caso de Angola, ouvimos mais ‘vozes’ proveniente das igrejas a favor dos oprimidos durante o sistema colonial do que na actualidade, hoje é o silêncio total, no passado a ‘igreja’ ou os seus líderes eram pobre e estavam solidários com a classe, hoje são RICOS e continuam solidários com a classe; “Estou orgulhoso de ter JES como meu presidente” vociferou certo cacique da igreja a quando da inauguração do famoso estádio 11 de Novembro em Luanda; “ em Angola não há miséria” assegurou outro nas vestes de comissário nas vestes de Apolónio, do púlpito da igreja, ao proferir um sermão – que nojo! - O meu amigo do Lote 22, assegurou-me indignado; “ os tipos da igreja na era colonial denunciavam com veemência as injustiças porque não compartilhavam do saque, o que não sucede hoje” – não terá razão o meu amigo?
Quando algum líder ocidental profere um elogio a algum líder de alguma Nação Africana, tal elogio é recitado em toda a imprensa, tais como rádio, tv e outros artefactos ‘mujimbeiros’ com fanfarra grotesca e imunda vaidade, mas quando os mesmos líderes ocidentais fazem críticas; “é o diabo”, vociferam dementes, acompanhados pela habitual fanfarra sempre grotesca e ímpia “sem vergonhice” ou cara-de-pau; INGERÊNCIA! Têm inveja das nossas riquezas e da nossa independência.


Certa imprensa europeia, citou a tempos que os dirigentes africanos, agem em certo ponto como crianças ‘mal criadas’ e mimadas, gritam por tudo e por nada, com ou sem razão, gostam sempre de atribuir aos outros o ónus da culpa das suas próprias néscias e excêntricas acções, quando tudo esta bem eles são os exclusivos heróis nacionais e quando esta mal os demais (nunca eles) são os culpados. São eles que protagonizam os contínuos assaltos ao erário nacional que tem como consequência directa a desgraça colectiva e elevada mortandade no País e quando o povo grita; LADRÃO! Atribuem tal grito, a manipulação e instrumentalização ocidental, ao desejo de retorno a guerra e a selvajaria, não reconhecem ao povo maturidade para enxergarem o bem e o mal, por isso Gaddafi certa vez na mais alta tribuna pecaminosa da jactância, asseverou no papel do ‘Rei Leão’; EU SOU A LIBIA, tempos depois quando foi capturado, soluçando cobarde, gemeu com baba e ranho; “isto é contra o Islão… Vocês não sabem distinguir o bem do mal?” acusou no papel de cachorro cobarde.


Quem verdadeiramente é manipulado pelo ocidente

 

Os dirigentes Angolanos (por exemplo) elegeram (seguindo a moda corrupta e anti-patriótica dos colegas) os países ocidentais, como seus berços adoptivos, quer para aspectos de educação para os seus filhos, saúde para a família onde eles ocorrem até para extrair um dente, as senhoras transformadas em ‘madames’ para tratar da carapinha. E preocupados com a situação de crise financeira vigente na Europa, esforçam-se (como bons neo-colonizados) salvar Portugal e os portugueses da crise financeira, ‘deixando’ Angola e os Angolanos a sua sorte, “é que os Africanos são mais propensos a miséria e a fome (que já fazem parte da sua natureza) …portanto estão habituados a tudo que é mau, incluindo a injustiça”.

 

Gaddafi depositou nos bancos ocidentais, uma espantosa fortuna e os governos de tais países foram os primeiros a “puxarem-lhe o tapete” passou de uma vida sumptuosa a de rato de esgoto, (e chamava ele de ratos os manifestantes) acabou tal como previra no meu primeiro artigo (Angola é Líbia?) sobre o ‘mui corajoso’ coronel, nem audácia teve para pôr uma bala na sua própria cabeça ou de morrer com a arma nas mãos como um soldado, como ele tanto apregoou e bazofiou nos seus excêntricos discursos “combater até a última bala” – Na verdade nem um único tiro ‘conseguiu’ disparar - não foi assim com Saddam Hussein? Não vai ser assim com qualquer outro que teimar em trilhar a senda Saddam-Gaddafiana? Porem nenhum ou quase nenhum líder Africano solidarizou-se com o ‘antigo companheiro’ pois cada um deles, têm o rabo bem presinho no ocidente, armadilhado pelas suas próprias acções, Europa e os europeus sentem um asco insuportável pela conduta dos corruptos dirigentes Africanos, “não são gente” murmuram com desprezo, “traidores e desprezíveis até ao inimaginável” acrescentam quando já na sanita do wc expelem o roxo-acizentado produto dos seus revoltados estômagos ‘sensíveis’ após contacto com algum pervertido dirigente Africano, para depois aplaudir logo de seguida a injecção de milhões de dólares feito pelo depravado africano, na compra de uma falida empresa europeia. Não é assim que Paulo Portas se sente? Quem diria um antes virulento anti-MPLA, agora transformado em cacique da bajulação aos devassos dirigentes Angolanos, agora justifica-se com a chamada “razões de Estado” a-propósito será que os dirigentes Africanos ou os dirigentes Angolanos não têm, não se pautam por “razões de Estado”?!


AS LIÇÕES DA PRIMAVERA ARABE


Porem vez após vez, ninguém retira boa lição dos acontecimentos a sua volta, tudo começou na Tunísia… Mubarack vociferou, Egipto não é Tunísia, depois Gaddafi berrou histérico e extremamente ameaçador Líbia não é Egipto nem Tunísia, inegavelmente o déspota Sírio tem os dias contados, agora o que vai dizer Angola, ou melhor o que vai dizer JES? A conversa do costume: Angola passou por uma longa guerra fratricida, o povo, esta satisfeito! Os índices de pobreza esta descaindo ano após ano, e que o povo Angolano não têm razões de descontentamento, mas sim de redobrado contentamento multicolor, “crise na Europa, crise na América, crise no mundo, menos em Angola, graças a acção do melhor presidente do planeta, isto é JES” dizem os tipos da tribo “Angola o país mais corrupto do mundo? Angola com a maior taxa de mortalidade infantil do mundo? Angola entre os 20 países mais pobres do mundo, ao nível da Eritreia, Somália e do Haiti?... Tudo isso são tretas dos invejosos e inimigos dos Angolanos… praguejam eles nas suas estúpidas passeatas de apoio ao patriarca da tribo.


Convêm salientar uma vez mais que TODOS os ditadores e seus seguidores abominam a sabedoria, são incrível e irracionalmente estúpidos. Não se desviam do mal nunca, quando aconselhados (pelas manifestações) ficam FURIOSOS e mais confiantes em si mesmo (aconselhados pelos Bentos bajuladores) e acabam sempre mal, quase sempre com o pescoço virtual ou literalmente sob o nó de uma corda de cânhamo ou sob as balas de um pelotão de execução.


O PARCEIRO DO POBRE


Por mais incrível que pareça, alguns dirigentes honestos do ocidente estão mais preocupados com o bem-estar das populações do terceiro mundo e da Africa em particular do que os chamados líderes incontestáveis e endeusados de Africa, vou citar apenas alguns exemplos.
Quem denunciou e liderou a campanha da transparência nos pagamentos de negócios petrolíferos? Em beneficio de quem foi tal campanha? Quem obriga as empresas petrolíferas a defender e proteger o meio ambiente nos países onde operam? Por outro lado, quando tais líderes incontestáveis cometem abusos em excesso contra os seus próprios povos, tais como aconteceu na Líbia e Síria, é o ocidente quem vem ao socorro das vítimas, e é a Rússia e China (como chamar a esta demoníaca dupla?) a ‘vir’ em socorro total de tais déspotas genocidas… alguém consegue compreender isso? Sabemos de inúmeras ONG’s ocidentais que apoiaram material e moralmente incontáveis e bem sucedidas iniciativas sociais visando a real diminuição da pobreza e o consequente bem-estar das populações mais carenciadas em Africa e particularmente em Angola, alguém conhece alguma iniciativa do género proveniente da sociedade civil ou dos governos de Cuba, China ou Rússia? Porque tal acontece?

 

OS BENTOS DO MPLA


Certa vez na companhia do meu amigo do lote 22 ao acompanharmos o telejornal da TPA-2, este ao exibir o núcleo da tribo JES numa sessão do pomposamente chamado ‘concelho de ministros’, ele exclamou pesaroso; “os futuros membros da população penal da cadeia de Viana”, sim tais indivíduos TODOS eles, em todos os ramos deverão pagar com e na justiça tudo que de mau praticaram contra os pobres, quer seja; políticos, padres, pastores, bispos, militares, juízes/magistrados, policias, governantes, deputados ou simplesmente cidadãos que directa ou indirectamente cometeram excessos contra as populações e contra os interesses mais sagrados da Pátria, nisto estou completamente de acordo com o jovem herói, Libertador que mencionou os Bentos do MPLA (a titulo de exemplo), todos sabem que a já saturada ‘desculpa’ de; “cumpri apenas ordens”, já não tolhe nem colhe desde o julgamento de Nuremberga.


“E tentam sarar SUPERFICIALMENTE o quebrantamento do meu povo, dizendo; HÀ PAZ! HÁ PAZ! Quando não há paz. Acaso se envergonham de terem feito algo DETESTÀVEL? Em primeiro lugar, eles positivamente NÃO SENTEM VERGONHA alguma; em segundo lugar, não chegaram a saber nem mesmo como sentir-se humilhados. Por isso CAIRÃO entre os QUE ESTÃO CAINDO; tropeçarão no tempo em que eu terei de ajustar contas com eles” disse o senhor Jeová. – Jeremias 6: 14-15 (o grifo é nosso)


Saddam & Gaddafi serão lembrados sim, como mártires da estupidez, da insensatez e da irracionalidade, quem será o próximo?

Nguituka Salomão

 

 
Mariah Carey mostra barriga lisinha para revista PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 22:43

Mariah Carey, 42, exibiu a barriga lisinha na capa da revista "US Weekly" desta semana. A cantora americana, que acaba de dar à luz gêmeos, contou para a publicação como fez para recuperar a forma física seis meses após o nascimento dos filhos.

JÁ CURTIU A QUEM NO FACEBOOK?

A capa da "US Weekly" mostra a dieta adotada por Mariah nos últimos três meses.

"Eu ganhei muito peso na gravidez", disse. "Agora me sinto ótima! Foi uma benção incrível poder ter filhos, mas sentia meu corpo preso porque não conseguia me mexer."

"Estou orgulhosa de todo o meu esforço para recuperar meu corpo. Tive que fazer isso por mim", contou. Na última terça-feira (8), a cantora participou do talk-show "The Rosie Show", e falou sobre a dieta.

"No começo, quando tive os bebês, eu tive muito edema... Água e inchaço", disse. "Geralmente as grávidas têm isso apenas nos pés. Achei que eu jamais voltaria a ser a mesma pessoa", desabafou. Depois de começar a perder peso, Mariah iniciou a rigorosa dieta alimentar Jenny. "A primeira semana eu perdi quase 18 quilos só de água. Era só água inicialmente. Quando comecei a seguir o programa, perdi 12 quilos do peso que precisava."

 
Deslizamento de terra deixa 42 mortos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 11:07

Deslizamento de terra deixa 42 mortos


Bogotá - Quarenta e dois corpos foram resgatados até o momento nesta terça-feira do deslizamento que atingiu várias casas no bairro de Cervantes de Manizales (oeste da Colômbia).



Segundo as autoridades, 12 pessoas ainda continuam soterradas.



As chuvas que ameaçavam novamente o bairro obrigaram a interromper temporariamente os trabalhos de resgate.



O deslizamento ocorreu no sábado de madrugada quando os moradores desta região conhecida como Cervantes, um tradicional
bairro de Manizales, descansavam em suas casas.



Segundo a funcionária da Direcção de Gestão de risco, o deslizamento, provocado por intensas chuvas que caíram sobre
Manizales na sexta-feira à noite, destruiu 14 casas e afectou outras três, onde moravam 35 famílias com cerca de 159 pessoas.



Manizales, capital do departamento (província) de Caldas, é uma das principais cidades do chamado "Eixo do Café", onde
encontram-se os maiores cultivos do grão, e se levanta sobre uma área de encosta.



A temporada de chuvas na Colômbia, que atinge grande parte do país, deixava até segunda-feira 37 mortos, 43 feridos, sete
desaparecidos e 245.420 pessoas afectadas, integrantes de 50.503 famílias.



Segundo o Instituto estatal de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais (Ideam), as chuvas se estenderão até os primeiros
meses de 2012 por causa do fenómeno climático conhecido como "La Niña", que produz mudanças atmosféricas pela chegada de
correntes frias à costa do oceano Pacífico.
 


 

 
Sarkozy chama Netanyahu de mentiroso em conversa com Obama PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 11:05

Sarkozy chama Netanyahu de mentiroso em conversa com Obama


Paris - O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu é um "mentiroso", afirmou o presidente francês, Nicolas Sarkozy, em uma conversa privada com o colega americano Barack Obama, na quarta-feira da semana passada em Cannes, informa o site Arrêt sur Images.



"Não posso vê-lo mais, é um mentiroso", afirmou Sarkozy a Obama, segundo o site especializado em meios de comunicação.



"Você está cansado dele, eu tenho que lidar com ele todos os dias", teria respondido Obama, segundo o site, que não informa se
existe uma gravação do diálogo, que vazou por problemas técnicos no sistema de tradução simultânea.



De acordo com o Arrêt sur Images, na mesma conversa Obama criticou Sarkozy por não ter informado que a França apoiaria o
reconhecimento da Palestina como Estado na Unesco, posição contrária a dos Estados Unidos.



Questionado a respeito, o porta-voz do ministério francês dos Negócios Estrangeiros, Bernard Valero, preferiu não comentar e
sugeriu à imprensa perguntar ao Palácio do Eliseu se confirma ou desmente as declarações.



"Tudo isto nos faz perder de vista o essencial", disse.



"O que queremos é seguir trabalhar para que as coisas avancem no Médio Oriente".



O diálogo entre Sarkozy e Obama, que aconteceu a portas fechadas, deveria ter permanecido em sigilo, mas foi ouvido por vários jornalistas de maneira fortuita, segundo o site.

 
Berlusconi aceita renúncia após aprovação de medidas pelo Parlamento PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 11:03

Berlusconi aceita renúncia após aprovação de medidas pelo Parlamento

ROMA - O chefe de governo italiano, Sílvio Berlusconi, afirmou está terça-feira que vai renunciar o seu cargo quando o parlamento aprovar as medidas económicas prometidas à União Europeia (UE) para evitar o contágio da crise, informou uma nota de imprensa da presidência da República.

 



"O chefe do Governo renunciará a seu cargo perante o Presidente da República para que sejam realizadas as consultas necessárias com os partidos políticos para a formação de um novo governo, uma vez que o Parlamento cumpra com esse requisito", diz a nota.

 


A massiva foi divulgada poucas horas depois de Berlusconi ter perdido a sua maioria absoluta na Câmara dos Deputados, a pois uma reunião de uma hora com o presidente, Giorgio Napolitano, onde o mesmo reconheceu que estava "consciente das consequências do voto" desta terça-feira na Câmara dos Deputados.

 


Berlusconi insistiu sobre a necessidade urgente de dar respostas concretas às expectativas dos sócios europeus através da aprovação da Lei de Orçamentos para 2012, que sofreu emendas a partir das observações e propostas da Comissão Europeia.

 


"Temos que nos preocupar com a situação da Itália, com o que ocorre nos mercados e com o facto de que os mercados não acreditam que a Itália será capaz de aprovar as medidas que a Europa exige", disse Berlusconi.

 


"A Europa nos pediu medidas de incremento da nossa economia e nos pediu com muita insistência", disse Berlusconi, que solicitou ao Parlamento para que as aprove.

 


Criticado por diferentes sectores por sua incapacidade para manejar a crise - negada por ele até poucos dias atrás, Berlusconi introduziu na semana passada uma emenda aos orçamentos de 2012 com as exigências feitas pela UE para garantir a estabilidade financeira do país.

 


"Não me surpreendi, senti muita tristeza, quase dor. Muitas eram pessoas que conhecia há muitos anos, que entraram na política comigo, com quem possuía uma relação de amizade", confessou.

 


A lei deve ser aprovada antes de 18 de Novembro pelo Senado e antes do final de Novembro pela Câmara dos Deputados, segundo o calendário fixado.

 



A renúncia de Berlusconi vinha sendo pedida nos últimos dias com insistência pela oposição de esquerda, assim como pelos sindicatos e pela federação de indústrias ante a delicada situação económica da Itália, que vem sendo criticada pelos mercados devido a sua colossal dívida pública e um crescimento nulo.

 



As pressões para que o multimilionário primeiro-ministro apresente a sua renúncia foram reforçadas nesta terça-feira após a aprovação das Contas do Estado de 2010, na qual obteve a vitória, mas teve revelada a perda da maioria no Congresso, através da perda do apoio de uma dezena de seus próprios deputados.

 



As Contas do Estado foram aprovadas com apenas 308 votos, abaixo dos 316 necessários para compor a maioria absoluta. "Quero saber o nome dos traidores", disse II Cavaliere após a votação, visivelmente nervoso. Nos últimos dias perdeu o apoio de 20 parlamentares de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), em meio a divisões sobre as reformas exigidas ao país pela União Europeia (UE).

 


Nesta terça-feira, até o polémico líder da Liga Norte, Humberto Bossi, aliado importante para a sobrevivência do governo, e que vinha garantindo a Berlusconi há três anos a maioria absoluta no Parlamento, pediu que Il Cavaliere renunciasse.

 


"É melhor que dê um passo atrás e proponha em seu lugar o secretário de seu partido PDL, Angelino Alfano", disse Bossi.

 



Berlusconi, de 75 anos e há 17 anos no meio político, esteve no poder nos últimos dez anos, com excepção do período 2006-2008.

 

 

 

 
AIEA afirma que Irão tem capacidade para construir arma nuclear PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 11:01

AIEA afirma que Irão tem capacidade para construir arma nuclear

Washington - O próximo relatório sobre o Irão da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) afirmará que o país conseguiu "dominar os passos críticos necessários para desenvolver e construir uma arma nuclear", segundo informou esta segunda-feira o canal de televisão "CNN".


A AIEA deve apresentar quarta-feira aos Estados-membros o relatório, cujas linhas gerais foram antecipadas pela "CNN" em seu site, citando como fontes diplomatas ocidentais que pediram anonimato.


O documento informará que o programa nuclear iraniano é "mais ambicioso e estruturado" do que se acreditava, e que "está focalizado na construção e teste de uma arma nuclear que possa se acoplar a um míssil de longo alcance", destacaram os diplomatas.


No entanto, não existem provas de que o Irão tenha tomado a decisão estratégica de começar a construir essa arma, ressaltaram.


O relatório também revela que o Irão não deteve a pesquisa armamentista nem o desenvolvimento tecnológico de seu programa nuclear em 2003, como pensavam até agora os serviços de inteligência dos Estados Unidos.


"Em vez de frear, parece que o Irão fez uma pausa temporária nesse momento, mas o programa avançou a um ritmo mais lento desde então", indicaram os diplomatas.


"O programa nunca se deteve realmente", disse ao jornal "Washington Post" o director do Instituto de Ciência e Segurança Internacional, David Albright, que foi inspector de armas da ONU e teve a oportunidade de revisar o relatório.


"Após 2003, foi investido dinheiro na pesquisa em áreas que parecem dedicadas às armas nucleares, mas estavam ocultas dentro de instituições civis", acrescentou Albright.


Em conferência de imprensa, o porta-voz da Casa Branca , Jay Carney, afirmou segunda-feira que espera que o relatório "respalde as preocupações" já expressadas por Washington, que denuncia há anos supostas pretensões militares encobertas do programa iraniano.


"Podem estar seguros que continuaremos trabalhando para pressionar o Irão, para isolá-lo", frisou Carney.


O relatório chega um mês depois que os EUA acusaram o Irão de orquestrar um complôt frustrado para atacar a Embaixada de Israel em Washington e assassinar o embaixador saudita, Adel al-Jubeir.


Apesar da escalada de tensão entre ambos países, já que Teerão advertiu estar "preparada" para responder um possível ataque militar, o Governo de Barack Obama reiterou que não tem intenção de atacar o país árabe, com o qual cortou suas relações diplomáticas em 1979.


Nesse sentido, a Casa Branca espera que o relatório da AIEA sirva para que outros países aumentem suas sanções contra o regime de Mahmoud Ahmadinejad.


Enquanto isso, o Irão continua rejeitando estas alegações e garante que as acusações sobre supostos aspectos militares de seu programa nuclear são manipuladas e falsas, por isso se nega a debater este assunto com a agência da ONU para a energia nuclear.

 

 

 
Tony Kicanga defende título mundial apenas em Dezembro na capital do país PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 10:58

Luanda - O pugilista angolano Tony Kicanga defende, apenas, no próximo dia 12 de Dezembro, em Luanda, o título mundial do Conselho Universal de Boxe (UBC), na categoria dos 82 quilogramas (meio-pesado), conquistado em Junho último em Portugal.

Em declarações à Angop, o campeão, que se encontra na capital do país, no âmbito da preparação da Gala, inicialmente marcada para o dia 11 de Novembro (aniversário da Independência), apontou razões organizativas na base do adiamento da disputa.

“Já informamos a UBC sobre a decisão da transferência do combate, em resultado de um encontro com Ministério da Juventude e Desportos (MJD), que achou em consenso uma melhor data para a concretização dos nossos propósitos, por não estarem reunidas as condições adequadas neste momento", disse.

Para o confronto, referiu haver dois candidatos, um canadiano e um romeno, recaindo a sua preferência para o último, que poderá atrair maior assistência. O mesmo deverá sair dos dez melhores do ranking mundial.

Sem muitos detalhes sobre a peleja, marcada para o pavilhão principal do Complexo Desportivo da Cidadela, afirmou estar os preparativos em curso, contando com os apoios do MJD e a Federação Angolana de Boxe (FABOXE).

Adiantou ainda que a disputa do cinturão em Angola deve-se ao facto de poder contar com o apoio do público, o que aumenta as probabilidades de vencer. Também manifestou a sua grande satisfação de poder competir ao mais alto nível no seu próprio país.

"A Cidadela é para mim uma catedral, defendi duas vezes o título mundial, na categoria Transcontinental World Boxing Association (TWBA) e venci. Espero voltar a fazê-lo numa categoria diferente", frisou, explicando que precisa defender o troféu três vezes para ficar definitivamente na sua posse.

Tony Kicanga, de 40 anos de idade, já havia discutido o título, em 2008 e 2009, mas perdeu frente ao polaco Kostic e o dinamarquês Andrei Zaahs. Em Portugal desde 1990, passou por vários clubes, com destaque para Clube Desportivo de Algês, em Lisboa, Boavista e o FC do Porto e actualmente está ao serviço do Health Club e tem como patrocinador o Sport Lisboa e Benfica.

Conquistou os títulos de campeão angolano de boxe em 1989 e português em 1993/1994 e 1995.

Foi ainda vice-campeão do mundo hispano, 1996, medalha de bronze nos Jogos Panafricanos em 1995, no Zimbabwe, e de Ouro em Joanesburgo em 1998.

Como profissional, Kicanga defendeu 12 vezes o título da TWBA, com êxito, eleito atleta do ano em Angola em 2002, 3º atleta do ano em África e está entre os melhores pugilistas do mundo.

Angola assinala o seu 36º aniversário de Independência no dia 11 de Novembro.


 

 
Paul G entre os nomeados para o prémio "Washington Music" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 10:55

Paul G entre os nomeados para o prémio "Washington Music"

Luanda - O músico angolano Paul G está entre os nomeados para o prémio “Washington Music Awards 2011”, na categoria "urban comtemporany" (música urbana contemporânea) com o tema “Bang it All”. O tema em causa é um dueto com Akon.

 


Nesta categoria, o angolano concorre com Halima Peru, Alexi von Guggenberg, Guiltypleasures, Faycez-u-Know e Jessica Johnson.

 



Com a mesma música, Paul G concorre também para "Music awards 2011", no Channel O.

 


Em declarações segunda-feira à Angop, Paul G manifestou-se feliz pela nomeação, afirmando que tal valoriza o trabalho desenvolvido por todos os músicos angolanos em prol da afirmação e expansão da cultura nacional além fronteiras.

 


“É uma valorização para todos os angolanos, particularmente os artistas que tudo têm feito para levar o nome do país além fronteiras, dando tudo para que o mundo conheça o trabalho feito no país”, disse.

 


Avançou que esta indicação resulta do trabalho feito ao longo dos anos, tendo sempre como base a valorização da música angolana.

 



Notabilizado no mundo musical na década de 1990, Paul G foi durante anos um dos rostos do grupo rap SSP, ao lado de Kuddy, Jef Brown e Big Nelo com os quais gravou ou três discos: "99% de Amor" (1997), "Odisseia" (1999) e "Alfa" (2000).

 


Em 2008 colocou no mercado o seu primeiro disco a solo, intitulado "Transition", com 12 temas cantados na maioria em inglês.


 

 
Músico Dodó Miranda prepara lançamento da sua mais recente obra discográfica PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 10:50

Músico Dodó Miranda prepara lançamento da sua mais recente obra discográfica

Caxito – O músico e compositor Dodó Miranda anunciou hoje, sexta-feira, em Caxito, província do Bengo, o lançamento da sua mais recente obra discográfica intitulada "Já é Hora”, em Dezembro próximo, em Luanda.

Em declarações à Angop, o artista disse que a obra vai comportar 16 temas, encontrando-se neste momento na sua fase derradeira, consubstanciada na captação de vozes e som, mistura musical e arranjos, para de seguida ser editada.

O músico revelou ainda que neste CD vai interpretar canções em kimbundo, português, em géneros como o jazz, gospel e social.

"É bom também variar para que os jovens amantes da boa música possam desfrutar desta diversidade, o que permitirá que a obra tenha maior aceitação no seio dos apreciadores de música nacional", frisou.

Dodó Miranda disse que o disco versa assuntos relacionados com o resgate dos valores cívicos e morais, vivências do passado, emancipação da mulher e igualdade de oportunidades.

A concórdia, o amor ao próximo, o incentivo para que as pessoas se possam aplicar com afinco nas tarefas de reconstrução e desenvolvimento do país, respeito pela vida, pela dignidade humana, unidade e trabalho fazem também parte dos temas musicais.

O disco conta com as participações especiais de alguns músicos como Phather Mack, Sara e outras surpresas que preferiu não divulgar oficialmente.

Relativamente ao Variante 2011, o artista considerou competitivo, porque os novos valores estão a trabalhar arduamente para arrebatarem o título.

Sublinhou que a expressão artística e movimentos em palco são os aspectos que os concorrentes apostaram mais e que a maior parte deles interpretará canções nas línguas maternas, o que vem enriquecer a gala.

O autor, cuja carreira dura há 29 anos, nasceu a 12 de Dezembro de 1973 na República do Congo (ex-Zaire), onde seus pais encontraram refúgio durante mais de três décadas.

Foi admitido no Grupo Coral dos Embaixadores de Cristo da Igreja da Comunidade Menonita com apenas cinco anos de idade, tendo ingressado, aos oito anos, no leque de compassistas da colectividade cristã.

Mais tarde tornou-se arranjista e director técnico.

Em 1993 integrou os Bumba Brothers, grupo cujo nome mudou em 1997 para M.B Genius, com o qual gravou o disco "M.B Genius", pela editora portuguesa Valentim de Carvalho. Tem ainda publicados os discos a solo "Venha Jesus" (1997) e "Maranata - Vinda de Jesus" (2001), além de "Canções de Natal" (2006).



Em 1995 ingressou na Academia de Música de Luanda, depois de ter frequentado vários seminários ministrados pela Igreja Menonita e por missionários americanos.

O gosto pela música sacra é fruto da influência sofrida por artistas de renome mundial, ainda na década de 80, entre os quais Marvin Gay, Areta Franklin, Maralya Jackson, Golden Gate Quartet, Les Perula, Luís Amstrong e Ray Charles.

Em 2006 venceu o festival da canção organizado pela LAC, interpretando o tema "Vento", de Jomo Fortunato. Tem participado em vários concursos internacionais.

 
Ministra da Energia satisfeita com as obras da turbina a gás de Malembo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Quarta, 09 Novembro 2011 10:47

Ministra da Energia satisfeita com as obras da turbina a gás de Malembo

Cabinda – A ministra da Energia e Águas, Emmanuela Vieira Lopes, mostrou-se terça-feira, em Cabinda, satisfeita com a evolução dos trabalhos em curso da Central Termoeléctrica, subestação e parque de combustíveis do Malembo.

A central térmica vai ser a nova fonte de produção de energia para as cidades de Cabinda e Vila de Landana.

Emmanuela Vieira Lopes, que chegou esta manha a Cabinda, disse, no final da sua visita de constatação, que os níveis de execução dos trabalhos da central termoeléctrica de Malembo mostram indicadores que vão de encontro com o cronograma estabelecido na sua primeira fase, cujo término é o dia 30 deste mês de Novembro.

Disse estarem a ser cumpridos as orientações dadas pelo Chefe do Executivo, no concernente ao melhoramento de fornecimento de energia a província de Cabinda, sublinhando que a população irá beneficiar desse produto.

Indicou que, em função do arranque da primeira turbina a gás, a partir do mês de Dezembro deste ano, com uma produção de 35 megawatts, vão terminar as restrições feitas actualmente.

A titular da pasta de energia e águas visitou as subestações de 60/30 kv, localizadas na aldeia de Mbuco, Landana e de Cabinda, onde se inteirou do grau de execução das obras, que se encontram praticamente no fim.

Na central térmica de Malembo, localizada a cerca de 30 quilómetros a norte de Cabinda, a ministra que se fez acompanhar do governador de Cabinda, Mawete João Baptista, recebeu explicações sobre os itens que restam e das afinações da primeira turbina que entram em funcionamento no inicio do mês de Dezembro deste ano.

Com o funcionamento desta nova turbina, que produzirá 35 megawatts que se vão somar aos actuais 18 em produção, as cidades de Cabinda e a Vila de Landana terão o problema resolvido o fornecimento de energia eléctrica.

 


Página 77 de 227